Treinar ou não treinar com rinite?

Treinar ou não treinar com rinite?

 

Antes, um poema:

Terra e sujeira
ácaro e pó
ataca a rinite
fica com dó
quem vê nossa crise.

Ok, foi em tom de brincadeira, mas se pudesse dar um nome para esse poema seria ‘’O nariz chorão’’. Infelizmente, só quem tem entende, basta o clima mudar e pronto, aquele impacto no nariz sem querer então nem se fala, é um espirro atrás do outro. Um lugar com muito pó, ou às vezes até aquela flor tão linda que a gente se atreve a cheirar e logo começa a sequência de espirros.

Você acorda animado para ir trabalhar, vai passar um perfume para se sentir melhor e acontece, parece que o nariz vai desabar, ou até mesmo o dia que você está animadasso para treinar e a coriza ativa o modo cachoeira. É complicado, o ser humano com rinite não tem um dia de paz na vida. Ou melhor, não tinha até que alguns estudos e um dispositivo fosse desenvolvido para nos ajudar a solucionar esse problema.

O que realmente causa rinite?
O fator genético e hereditário é marcante na rinite alérgica, que pode iniciar em qualquer idade da vida, embora seja mais comum na infância e adolescência, e atinge igualmente meninos e meninas, em termos gerais, a rinite é uma espécie de disparo do alarme do nosso sistema respiratório quando algum invasor aparece e nossa imunidade não está muito boa. É bom frisar que existem alguns tipos diferentes de rinite e isso faz com que as causas que as ocasionam sejam diferentes, acompanhe nas sequências os casos e as causas:

Rinite Crônica: O tipo mais comum delas, é ocasionada como resposta alérgica, podendo ser através da inalação de poeira, ácaro, mofo, sujeiras projetadas por aparelhos de ar condicionado e pelos de animais (pets principalmente) e fumaça de cigarro;

Rinite Gustativa: Não tão frequente, ela ocorre por um desbalanço neural que provoca os sintomas da rinite e ocorre comumente na hora da refeição, médicos alegam que qualquer alimento pode provocar a coriza, porém alimentos quentes e mais condimentados tendem a despertar essa reação com mais frequência, embora seja uma manifestação mais discreta, a coriza insistente pode causar constrangimentos e desconfortos quando a situação acontece em um happy hour com os amigos por exemplo;

Rinite Gestacional: Geralmente causada pela variação hormonal, devido ao aumento dos níveis de estrogênio na gestação e provoca a essa obstrução nasal que acontece no segundo ou terceiro trimestre da gestação e dura pouco mais de seis semanas;

Rinite Vasomotora: Esse caso não é considerado como um quadro alérgico porque embora responda com sintomas parecidos, tem uma causa diferente, o excesso de vasos sanguíneos ou super sensíveis, que reagem de uma forma muito forte a qualquer mudança que influencie a membrana nasal - mudança de clima, ambientes perfumados, sprays, alimentos apimentados - é mais comum em pessoas com idade mais avançada, ainda que existam casos nos mais jovens.

O que eu faço agora?
Quem tem rinite entende como isso atrapalha no cotidiano por milhares de razões, seja como for, uma hora ela vai te deixar fora do eixo. O jeito é usar métodos naturais para resolver esse problema. Cuidar do nosso nariz é um passo crucial, quando conseguimos identificar o que nos causa irritação e alergia e passamos a evitar essas coisas começamos a limitar a rinite. Fazer o uso de um Flux Air para desobstruir a passagem do ar por exemplo, ajuda muito mesmo também, afinal, nosso nariz é como um umidificador de ar integrado e quando está funcionando bem o ar que chega ao nosso pulmão tem a temperatura adequada e todo nosso corpo é influenciado. 

Começando a treinar…
Você deve estar se perguntando, ‘’tá, mas e o treino? Não é o título do blog?’’
Vamos lá, mesmo que os casos de rinite sejam variáveis todos eles tem um potencial imenso de nos tirar do eixo quando estamos focados em treinar.

Na verdade, é justamente quando estamos enfrentando dias de rinite ou alergias que precisamos nos exercitar, é isso mesmo - contanto que você conheça seus limites -, deixar o desânimo de lado e se alimentar bem para cuidar da imunidade precisa ser prioridade  partindo disso seu treino pode voltar a ativa, seu corpo vai retomando maior plenitude nas suas funções e o fluxo de respiração aumenta e quando inspiramos pelo nariz movimentamos a inervação das vias aéreas superiores e inferiores e na grande maioria dos casos o alívio da rinite ocorre.

Dicas finais:
Verifique sempre se o seu ambiente de treino possui algum ar condicionado, pode ser que por estar sujo, prejudique ou dê início em alguma crise;

Se estiver em alguma temporada onde a rinite está bastante atacada, procure treinos em lugares mais úmidos. Começar a fazer natação é uma boa opção nesse momento;

Se a opção pelo nado realmente acontecer, é bom verificar se a água possui muito cloro ou é tratada com outra composição. Cloro em grandes quantidades costuma provocar as alergias;

Verifique bem o colchonete, tapete ou carpete onde ocorre o treino, pode ser que o ácaro desperte alguma reação não muito legal, esteja sempre atento à higienização dos itens;

Se suas condições forem estáveis, não deixe que uma coriza ou o desânimo te impeçam de treinar, use a rinite para te impulsionar a experimentar uma nova dimensão de saúde.

Olá!

Gostamos de manter você bem informado, por isto cadastre aqui seu email para continuar a acessar nosso blog.


Ao assinar, você concorda com a nossa política de privacidade.

[time] atrás, de [location]
Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Ao clicar em aceitar, você concorda com a nossa Política de Privacidade
Inscrição realizada com sucesso!
Este e-mail já foi registrado.