Destreino: Vai ficar um tempo parado? Leia esse blog

Destreino: Vai ficar um tempo parado? Leia esse blog

Uma manhã meio preguiçosa, um dia que começou mais pesado por conta da janta carregada de ontem, a vontade de não ir ou até mesmo por achar que não está valendo a pena. Esses são alguns fatores limitantes que travam o avanço de um corredor no fortalecimento do seu físico por completo, hoje vamos conversar um pouco sobre os defeitos que aparecem no nosso corpo através do Destreino.

Todo mundo sabe que iniciar a prática da corrida ou musculação é um convite para  todo seu corpo conhecer um novo nível, começando pela experiência de sentir uma nova brisa enquanto pratica o exercício passando pelos ganhos de resistência aeróbica, tonificação muscular, tendo consequências sólidas até mesmo nas funções cognitivas impactando no humor. Mas, afinal, quais são as diferenças que vão aparecendo numa pausa?

Destreino?
É o nome usado quando, por algum motivo, os treinos são interrompidos, pausados ou deixados de lado. Acontece que se nada for feito nesse período, o corpo começa a ter reações e em um curto espaço de tempo sua dinâmica e rendimento começam a se alterar. 

Efeitos no corpo
Nos primeiros dias não dá para notar uma grande diferença na rigidez muscular, tanto na corrida quanto na musculação o corpo ainda permanece na sensação de bem estar e não perde a robustez, os acontecimentos vão rolar nessa ordem:

Na corrida: Em iniciantes o Vo2max - Volume de oxigenação máximo (clica aqui para saber mais sobre) volta ao seu índice mínimo após um período de 8 semanas parado nos casos de quem iniciou os treinos há 2 meses. 

Já em atletas de alto rendimento, o desempenho cai uma média de 25% em apenas 3 semanas parado, para quem compete o impacto é muito forte.

De modo geral são de 1 a 2 semanas para a queda do desempenho aeróbico.

Na musculação: Para quem está no quadro dos iniciantes são umas três semanas para que as falhas mais significativas comecem a aparecer.
O corpo dos atletas suporta até a quarta semana.

A massa muscular em si: 
Em um período de 2 a 3 semanas os níveis de glicogênio muscular começam a baixar e por conterem água os níveis também baixam e o aspecto dos músculos ganha uma aparência menor e um pouco mais flácida, mas, relaxa, isso pode ser revertido rapidamente se os treinos forem retomados logo.

Mas eu preciso dar uma pausa
Sabemos que nem sempre a causa do break nos exercícios é por pura preguiça, muitas vezes uma lesão ou pausa por outras questões de saúde podem acabar comprometendo um bom ritmo de treinos. 

Tem um segredo especial na paciência, se respeitar e saber como e quando pausar é tão essencial como saber o momento certo para retomar os treinos. 

Em casos de lesões a recomendação prática é seguir a indicação médica sobre qual alternativa se encaixa melhor para o seu quadro, na avassaladora maioria dos casos a sugestão é que seja feito um treino misto, que opta por uma modalidade paralela, de acordo com o desempenho dos atletas amadores, as vezes uma pausa de alguns dias é necessária e a retomada progressiva deve acontecer com essas atividades similares, procurando ser honesto com o funcionamento do corpo e a boa recuperação da lesão.
Cuidados com a alimentação no período de pausa ou lesão são extremamente necessários, manter o prato em uma boa relação com as proteínas oferece mais longevidade na saúde muscular, além é claro dos grandes benefícios para a saúde.

Estou sem muito tempo pra treinar e quero voltar, o que fazer?
A gente tende a achar que depois de algum tempo sem exercícios temos que voltar freneticamente aos treinos, ser paciente com nosso corpo é a chave para uma recuperação forte e segura, acontece que muitas vezes nosso corpo ainda não está pronto para acompanhar nossa cabeça, é aquela coisa sabe?
Quando a mente tá se vendo assim:


E o corpo ainda está assim: 

Preste atenção, não estou dizendo para você deixar de ser ambicioso, o nosso incentivo é que você trace metas e vá atrás dos resultados, mas fazer isso por conta própria pode acabar custando muito, é crucial uma consulta com profissional para uma boa retomada nos exercícios. Não é sobre achar que está pronto, é sobre ter segurança disso, por isso nessa hora é muito importante ter a cabeça aberta para a mudança nos formatos dos treinos, afinal, o ser humano é versátil e super adaptável.

Para manter a constância, coloque isso na cabeça:
Esteja focado no compromisso consigo mesmo;
Cuide do seu corpo, em caso de lesões não demore para achar um profissional;
Não tem problema faltar alguns dias da semana por conta da rotina, mas lembre, Diminua a frequência sem mudar a intensidade;
Seu corpo precisa foi feito para quebrar recordes;
Aproveite cada treino.

Para finalizar, Sócrates tem algo a dizer para te animar a não desistir dos treinos:

‘’Nenhum cidadão tem o direito de ser um amador em matéria de treinamento físico. Que desgraça é para o homem envelhecer sem nunca ver a beleza e a força do que o seu corpo é capaz’’.

Olá!

Gostamos de manter você bem informado, por isto cadastre aqui seu email para continuar a acessar nosso blog.


Ao assinar, você concorda com a nossa política de privacidade.

Inscrição realizada com sucesso!
Este e-mail já foi registrado.