Crianças que tiram soneca tem menos problemas de comportamento

Crianças que tiram soneca tem menos problemas de comportamento
Ao se tornar pais, as pessoas descobrem as maravilhas das sonecas do bebê. Elas fazem toda a diferença. Nada como um soninho repousante para que os pequenos se acalmem e para que os responsáveis tenham alguns momentos de folga. Mas, você sabia que os benefícios da soneca se estendem até crianças mais velhas, que chegam à pré-adolescência? Um estudo recente feito com 3.000 crianças chinesas entre 10 e 12 anos mostrou que ter o hábito de dormir no meio do dia pode aumentar a satisfação pessoal (alegria), o autocontrole e, até mesmo, o QI, especialmente no sexto ano escolar. E veja só: crianças que tiravam um soneca por três vezes ou mais na semana demonstraram um aumento de 7,6% no desempenho escolar.

Cochilos são importantes quanto para o desenvolvimento infantil

Estudos já mostraram as consequências da ausência de um soninho - tanto no que ser refere a distúrbios de comportamento, como ansiedade, irritação, menor nível de interesse e habilidade para resolver problemas – e os benefícios que ele traz, como a ampliação dos processos cognitivos. O mais recente deles feito pela Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, mostrou que as crianças que tiram uma soneca à tarde são mais inteligentes e têm melhor memória. Para chegar a esse resultado, a cientista Rebecca Spencer, professora de Psicologia e Neurociência analisou o comportamento de 40 pré-escolares durante um jogo da memória. Depois de brincar a primeira vez, ela deixou que eles dormissem durante 77 minutos e, depois, pediu que jogassem novamente. Na semana seguinte, as mesmas crianças foram convidadas a repetir o processo, só que desta vez os pesquisadores mantiveram as crianças acordadas. Rebecca notou que as crianças que tiraram uma soneca tiveram 10% mais precisão no jogo do que as que não cochilaram. O tempo da soneca varia conforme a idade e deve ser respeitado. Não esqueça que precisa ser diferente do sono da noite. Não precisa ser no berço e pode acontecer com meia-luz. A casa não precisa estar totalmente em silêncio.

Crie uma rotina

O organismo da criança deve se habituar a relaxar sempre nos mesmos horários. O bebê se sentirá mais seguro quando estiver próximo a alguém que conheça. Por conta do trabalho, nem sempre os pais podem estar presentes na hora da soneca. Por isso, combine os horários com a babá ou com quem for cuidar da criança. E não se esqueça: a rotina do sono também tem de ser levada em conta nos finais de semana, mas como toda regra, pode ter uma ou outra exceção.

2 soluções para problemas com a soneca

Meia-luz para tranquilizar: em casas de famílias numerosas, em geral com muita agitação, estimule a criança a dormir de tarde, deixando o quarto à meia-luz. Aproveite no fim de semana para descansar junto. Interrompa a diversão: se a brincadeira ficar mais atraente que a soneca, a criança resistirá ao sono e o resultado será um final de dia difícil. Por isso, arrume uma maneira de interromper a atividade ou incluir nela a soneca de alguma forma. Que tal ler um livro para desacelerar, ou então brincar de pintar? Fontes: Metropoles e Revista Crescer Se você precisa de resultados instantâneos para respirar melhor, experimente o Flux Air. Desfrute dos benefícios de respirar livremente pelo nariz de forma segura e sem ação ou efeitos colaterais dos medicamentos.

Olá!

Gostamos de manter você bem informado, por isto cadastre aqui seu email para continuar a acessar nosso blog.


Ao assinar, você concorda com a nossa política de privacidade.

Inscrição realizada com sucesso!
Este e-mail já foi registrado.