Como manter o ar mais limpo e saudável dentro de casa?

Como manter o ar mais limpo e saudável dentro de casa?

O dito popular diz que o perigo mora ao lado, mas pode acreditar, às vezes, ele abusa e senta bem no seu sofá. Um exemplo disso é a nossa preocupação latente com a poluição nas ruas. Acontece que, segundo dados da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (Environmental Protection Agency – EPA US), a qualidade do ar dentro das nossas casas pode ser até 5 vezes pior do que o que respiramos fora dela. Isso acontece porque o ar que fica em ambientes fechados traz a poluição de fora, não se renova e ainda acumula mais partículas de sujeira que porventura estivessem nesse ambiente.

Assustador, não? Pois é. Nem sempre vistas por todos, mas grandes inimigas de uma vida saudável, as substâncias danosas emitidas por veículos, indústrias e construção civil são responsáveis por matar mais de 60 mil pessoas por ano em todo o mundo, conforme aponta a publicação The Lancet Commission on Pollution and Health Study (2017). Há ainda outras duas confirmações alarmantes: 89% das cidades brasileiras estão com o ar fora dos padrões recomendados e 44% dos brasileiros sofrem de algum problema respiratório.

Para minimizar a questão, você pode adotar alguns novos hábitos e recorrer a truques que prometem deixar o seu lar doce lar mais seguro. Separamos alguns para te ajudar nessa missão!

Plantas

Algumas plantas são ótimas aliadas de uma respiração mais limpa. Entre as espécies mais eficientes estão espada-de-são-jorge, jiboia e clorofito. A parte mais legal é que, além de ajudarem a decorar os ambientes, elas combatem o ozônio, transformam gás carbônico em oxigênio, regulam a umidade do ar e ainda captam alguns poluentes por meio de suas folhas, raízes e micro-organismos.

Faxina

Você sabia que alguns produtos químicos, quando utilizados em excesso, também fazem mal para a saúde? Produtos de limpeza, tintas e vernizes são considerados grandes poluentes das casas, já que são formulados com Compostos Orgânicos Voláteis (COVs). Essas substâncias são liberadas na atmosfera e podem causar incômodos, como irritação nas vias respiratórias, fadiga e falta de ar.

Para correr menos riscos evite:

Comprar produtos de limpeza formulados com cloro, formaldeído e solventes; Fugir dos clandestinos, sem embalagem própria ou rótulo que descreva os conteúdos químicos/indique o fabricante; Opte pelos ecológicos que existem no mercado e dê preferência àqueles que tenham selo de certificação.

Alternativas caseiras também podem ser boas opções. O vinagre, por exemplo, tira manchas de tecidos, neutraliza odores fortes, remove gordura e limpa azulejos, fogões e panelas. Já o bicarbonato de sódio serve para limpar pias e vasos sanitários, além de substituir o cloro na remoção de limo - para isso, basta deixar o bicarbonato agir por uma hora e, depois, retirar o limo com uma mistura de suco de limão e sal. Ao desinfetar ambientes, use água quente e sabão. E, para retirar a poeira, opte por vassouras, aspirador de pó e panos. Com isso, você diminui o uso de produtos químicos fortes.

No quarto do bebê, evite o uso de aromatizantes com fragrâncias de “cheiro de bebê”, eles possuem alta concentração de COVs. E, ao lavar as roupas dos pequenos, dê preferência para o sabão de coco, que é neutro e menos nocivo à pele e à natureza.

Estrutura da casa

Todos os ambientes merecem a mesma atenção, mas alguns espaços precisam de cuidados redobrados, como cozinhas com coifas ou exaustores, que acumulam sujeira nos filtros. Ranhuras ou “trincas” em pias e pisos também devem ser observadas, assim como o box do banheiro - nesse espaço, que é bastante úmido, podem surgir bactérias e fungos. Para o chão do quarto das crianças, escolha pisos de vinil e tapetes de borracha, materiais que protegem as crianças de quedas e são de fácil manutenção. E por último, mas não menos importante, lembre-se do ar-condicionado!

Fonte: 3M

Olá!

Gostamos de manter você bem informado, por isto cadastre aqui seu email para continuar a acessar nosso blog.


Ao assinar, você concorda com a nossa política de privacidade.

[time] atrás, de [location]
Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Ao clicar em aceitar, você concorda com a nossa Política de Privacidade
Inscrição realizada com sucesso!
Este e-mail já foi registrado.