5 coisas que acontecem em seu corpo quando você dorme demais

5 coisas que acontecem em seu corpo quando você dorme demais
Dormir é um dos maiores e mais simples prazeres que a vida nos proporciona. Qualquer um diria que é inofensivo, e até algum tempo atrás se acreditou que era. Porém, um estudo recente afirma que dormir demais pode ser muito prejudicial à sua saúde.

O que acontece em nosso corpo quando dormimos?

Quando estamos prestes a dormir, preparamos nosso corpo não apenas para descanso físico e mental. Há várias fases do sono. Caso continuemos dormindo sem interrupções, chegaremos ao sono profundo. Neste ponto, o corpo está se preparando para iniciar uma série de processos, como a regulação de hormônios metabólicos e endócrinos que controlam os níveis de apetite e a glicose, os quais determinam a obesidade ou o diabetes, conforme o ritmo de vida que você tem, e também o deixam predisposto a ter problemas cardíacos. Esses processos hormonais sofrem alterações quando a pessoa tem insônia. Além disso, também ocorre de a frequência cardíaca, as ondas cerebrais e outras funções do corpo ficarem mais lentas. É quando seu corpo recobra a energia e o cérebro armazena as informações. Mas é claro que, para que isso aconteça, você deve dormir de 6 a 8 horas de maneira ininterrupta.

De que forma dormir demais pode matá-lo?

Um estudo publicado no European Heart Journal explica que um adulto deve dormir entre 6 a 8 horas por noite. Menos ou mais do que isso pode afetar a saúde. O risco tende a aumentar se a pessoa em questão tem uma vida sedentária, não se alimenta da maneira correta, fuma, consome bebidas alcoólicas e ingere muita cafeína. O resultado dessa combinação macabra resultará em interrupções na frequência cardíaca e aumento repentino da pressão arterial.

É benéfico tirar uma soneca durante o dia?

O que acontece é que, quando você tira uma soneca, seu ciclo circadiano fica alterado, o que causa alteração no ritmo do sono noturno. Isso afeta gradualmente o coração e gera distúrbios primários do sono (apneia do sono).

Outros aspectos que sofrem alterações quando você dorme muito

Você não vai apresentar apenas problemas cardíacos, conforme revelado no estudo. As seguintes áreas também são afetadas:

1. Alterações na capacidade cognitiva

Essas alterações acabam afetando a capacidade de raciocinar e reduz gradualmente a memória de curto prazo. Em longo prazo, pode torná-lo mais suscetível a algum tipo de demência. Isso também acontece quando você dorme pouco.

2. Causa mais sonolência

Quando dormimos demais, temos a tendência de acordar confusos, como se tivéssemos dormido menos do que o normal. Ao acordar, sentimos dor de cabeça, tontura e fraqueza, talvez com um sono de qualidade inferior a que teríamos se tivéssemos dormido apenas as 8 horas que o corpo precisa para se regenerar.

3. Aumenta a probabilidade de um Acidente Vascular Cerebral (AVC)

As pessoas que dormem mais de 8 horas têm maior probabilidade de sofrer derrames, principalmente se tiverem mais de 50 ou 60 anos.

4. Obesidade e diabetes

Voltando ao estudo, dormir demais resulta em ganho de peso, devido ao descontrole hormonal e endócrino, tornando seu corpo mais propenso à obesidade e ao desenvolvimento de diabetes.

5. Depressão

Seu estado mental é afetado se você dormir pouco ou demais. A depressão deixa-o inativo, você vai se sentir mais deteriorado e cansado, o que o levará a querer dormir mais ao longo do dia. Leia mais: Familia.com.br

Olá!

Gostamos de manter você bem informado, por isto cadastre aqui seu email para continuar a acessar nosso blog.


Ao assinar, você concorda com a nossa política de privacidade.

[time] atrás, de [location]
Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Ao clicar em aceitar, você concorda com a nossa Política de Privacidade
Inscrição realizada com sucesso!
Este e-mail já foi registrado.