Noite sem dormir aumenta proteína que desenvolve Alzheimer

Noite sem dormir aumenta proteína que desenvolve Alzheimer
  • News

Virar apenas uma noite sem dormir pode ser suficiente para uma alta na quantidade da proteína tau, relacionada ao desenvolvimento do Alzheimer, de acordo com um novo estudo feito na Uppsala University, na Suécia. Os especialistas estudaram 15 homens com cerca de 22 anos que dormiam entre sete e nove horas por noite.

Os participantes foram observados em uma clínica do sono por dois dias, e amostras de sangue foram coletadas de manhã e à noite. Metade dos homens pôde dormir as duas noites, e os outros permaneceram acordados jogando videogame, conversando ou assistindo filmes.

Analisando as amostras de sangue, os pesquisadores detectaram que os homens que não dormiram tiveram um aumento de 17% nos níveis da proteína tau depois de apenas uma noite, enquanto aqueles que descansaram tiveram um aumento de 2%.

“Nosso estudo exploratório mostra que até em indivíduos jovens e saudáveis, perder uma noite de sono é responsável por aumentar os níveis de tau no sangue. Isso sugere que, com o passar do tempo, essa privação de sono pode ter efeitos degenerativos”, afirma Jonathan Cedernaes, o autor do estudo, ao Daily Mail.

O pesquisador afirma que outros estudos são necessários para investigar quanto tempo com os níveis de tau elevados podem levar ao Alzheimer ou demência.

A médica Sara Imarisio, chefe de pesquisa do grupo de pesquisa de Alzheimer do Reino Unido diz que o estudo é interessante para começar a entender a relação do sono com a doença, mas que o estudo é pequeno e só abrange homens. “Além disso, os pesquisadores só compararam os níveis de tau depois de uma noite não-dormida, não fica claro se essas mudanças bruscas e curtas são relevantes no risco de alguém desenvolver Alzheimer”, questiona.

Fonte: metropoles

Fechar Menu
0
×

Carrinho