Verão: como praticar esportes na estação mais quente do ano

Postado: janeiro 16, 2020
Categoria: Qualidade de Vida

Nos países tropicais, como o nosso, o clima é fundamental para a boa e saudável prática esportiva ao ar livre. Os problemas decorrentes do tempo quente com variações de seco ao úmido mostram a nós, médicos, reações respiratórias diversas em consequência do ressecamento das mucosas (com sangramentos pelo nariz), ressecamento da pele e irritação da conjuntiva.

O esportista necessita da sudorese abundante para equilibrar a temperatura corporal durante os exercícios físicos, mas a baixa umidade do ambiente traz o risco de desidratação e hipertermia. Por aí se deduz seguir a velha recomendação de se hidratar muito bem e proteger as mucosas da região bucal respirando pelo nariz.

Parece folclore, mas em muitos países europeus até a cerveja sem álcool é usada como reidratante. Entre nós, o consumo de água, de isotônicos e outros líquidos como água de coco e sucos tem a preferência médica, enquanto refrigerantes e bebidas alcoólicas sofrem restrições médicas.

Quanto aos isotônicos, indivíduos com qualquer nível de hipertensão arterial, cardiopatas e diabéticos devem evitá-los enquanto não houver permissão médica, porque na sua composição temos sal e açúcar. Além disso, eles são formalmente contraindicados para crianças e gestantes, como consta no próprio rótulo.

Numa conta simples, o peso perdido num treino e o tempo de treino nos indica a reposição a ser feita. Caso supere 2 kg de peso perdido ou mais de uma hora e meia de treino, deve-se ingerir um isotônico, que normalmente contém carboidratos, ou sucos. Abaixo disso, sugerimos repor com água pura. Para repor carboidratos, sugere-se de 40 a 50 gramas e de 150 a 200 ml de água a cada 20 minutos de treino.

Nos dias muito quentes e secos, deve-se reduzir a carga de exercícios e antecipar os horários para antes das 9h. Outra opção é utilizar ambientes fechados com sistema refrigeração e umidade controlada.

Vale lembrar a todos que o sol não é amigo entre os conhecidos horários das 10h às 16h: a quantidade de novos casos de câncer de pele, seja o melanoma ou algum tipo de carcinoma, tem crescido no Brasil e devemos nos proteger sempre com os cremes e roupas próprias.

Fonte: globoesporte

Curtiu? Compartilha com seus amigos!

Comprar